(67) 3326 - 6081

Educação Infantil


Guias de Orientação

Guia de Orientação Nível I e II


 

 

GUIA DE ORIENTAÇÕES 

NÍVEL I e NÍVEL II -  EDUCAÇÃO INFANTIL

2017

 

DIREÇÃO:

Marlene Sguissardi da Rosa

Sirlene Sguissardi da Rosa Muellas

Cleuse Marlei S. da Roza Calves

 

 

COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA:

Adriana B.de Barros – períodos: matutino e vespertino

Juliana Ferreira Cabral  – período matutino

Rafaelli Meyer Calves - período vespertino

 

PSICOLOGIA ESCOLAR:

  Raquel Martinez Cordeiro de Souza

  Thaiany  da Rosa Muellas Medeiros

 

      A escola de Educação Infantil é para as crianças muito mais do que um local de recreação, ela é um espaço lúdico, de socialização, de troca, de desenvolvimento emocional e motor.

         Ensinar nesta fase não é escolarizar – não há provas e nem cobranças. As atividades são divertidas, mas, por outro lado, ensinam – e muito – a criança expressar-se, a organizar-se, a reconhecer e    respeitar regras e outras pessoas, a iniciar a formação de sua autonomia e muito mais. Seu filho (a) começará, desde cedo, a perceber que aprender é uma delícia!

      Preparamos este guia para auxiliar aos pais neste momento tão singular na vida das crianças.

 

      ADAPTAÇÃO – NÍVEIS I e II

     Para cada criança, o processo de adaptação é único. Há crianças que, desde o primeiro dia, ficam tranquilas e confiantes junto aos professores e nos dias seguintes já ficam algumas horas sem pedir pelos pais; outras parecem estar adaptadas logo no primeiro dia, mas, nos dias que se seguem, parecem regredir no processo; outras ainda resistem muito ao despedirem-se da pessoa familiar que as deixa na escola, até que, observando o que se passa com as outras crianças, elas acreditam que podem estar bem junto às professoras.

     Essas diferenças são normais e a tranquilidade dos pais traz uma grande contribuição a este momento.

     Como agir no dia-a-dia escolar, para facilitar a adaptação:

 

-  Procure mostrar entusiasmo e segurança ao deixar seu filho na escola. Ressalte que na escola ele encontrará outras crianças como ele, com as quais poderá brincar.

-  Explique, com tranquilidade, que ele passará algum tempo na escola e diga quem irá buscá-lo ao fim do período.

-  Dê o tempo necessário para que ele se acostume ao novo ambiente e à professora.

-  Controle sua ansiedade. É natural você sentir angústia, mas não a demonstre. Não diga que sentirá saudades, nem chore na porta da escola. Empregue sua força para transmitir segurança a seu filho.

 

APRENDER A SER UM, ENTRE MUITOS

        Desde os primeiros dias, a criança defronta-se com muitos rituais desconhecidos, envolvendo instrumentos e procedimentos inusitados: uma série de situações parecidas com o que acontece na casa de seus pais (comer, brincar, ouvir música, desenhar), mas organizadas dentro de uma lógica – fruto de uma rotina que não privilegia o desejo de cada um e em circunstâncias totalmente inesperadas: sempre junto com outras pessoas (que ainda não são conhecidas das crianças), sob a direção de um adulto que atende a todos de forma relativamente homogênea e diferente da atenção materna sempre tão exclusiva.

        Primeira descoberta: A “sua professora” não é “sua”, ela é de muitos. “Sua escola” também não é só “sua”.

        À medida que se familiarizam com esses rituais, as situações escolares tornam-se compreensíveis para a criança, o prazer que essas atividades podem proporcionar começa a ser mais bem percebido. É nesse processo que a adaptação escolar ocorre.

 

RESPEITO AOS HORÁRIOS

      Nos primeiros momentos de adaptação e até o fim do ano é importante que os horários de entrada e saída sejam observados.

      A criança não tem a mesma noção de tempo do adulto. Para ela, o tempo cronológico, do relógio, não tem muito significado. O decorrer do dia, para a criança com menos de seis anos, é compreendido a partir das experiências que ela vive.

      Desse modo, ela entende que, terminado o tempo de estar na escola, acaba o período de ficar separada de seus pais ou de sua casa. Isso quer dizer que um atraso de 15 minutos, se não faz muita diferença para o adulto, faz diferença para a criança. É parte da rotina escolar o fechamento do dia, para que o aluno se organize e prepare-se para a mudança de experiência e isso acontece no horário combinado. A partir desse momento, a criança espera por seus pais ou responsáveis porque sabe que, depois da escola, é hora de encontrá-los. 

      Quando os pais ou responsáveis demoram, mesmo que por alguns minutos, a criança ressente-se, seu receio é de ficar desamparada, ela sente-se solitária já que o grupo com o qual se identifica foi desfeito e experimenta o isolamento, mesmo se ao lado de alguns colegas cujos pais estão, igualmente, atrasados. Nesta idade, a criança não entende o que é atraso nem os motivos que podem provocá-lo na vida de um adulto, por isso pode interpretar que foi abandonada. 

 

 

HORÁRIOS DE ENTRADA E SAÍDA NO PERÍODO DE ADAPTAÇÃO

 

DIAS

TURMAS MATUTINAS

TURMAS VESPERTINAS

06/02- Segunda-feira

7h30 às 9horas

13h30 às 15horas

07/02 - Terça-feira

7h30 às 9h30

13h30 às 15h30

08/02- Quarta-feira

7h30 às 10 horas

13h30 às 16 horas

09/02- Quinta-feira

7h30 às 10h30

13h30 às 16h30

10/02- Sexta-feira

7h30 às 10h50

13h30 às 16h50

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

      Após a semana de adaptação, o horário de entrada passa a ser o seguinte:

      7 horas (matutino) e 13 horas (vespertino), com tolerância de 30 minutos para cada um.

     Na saída, os alunos dos Níveis I, II e III, em cada período, terminam as atividades de classe 10 minutos antes do horário das outras turmas de outras séries, ou seja, às 10h50min no matutino e às 16h50min no período vespertino. Isso garante um momento de saída mais tranquilo para os pequenos.

      Caso necessário, a semana de adaptação poderá ser prolongada, conforme solicitação do professor, via agenda.

 

MOMENTO DA RECEPÇÃO

      Desde os primeiros dias, as professoras estarão preparadas para receberem seus alunos e da melhor maneira. Se não for possível o atendimento imediato (porque estão, por exemplo, recebendo outras crianças que chegaram momentos antes), não se preocupe, aguarde um instante, que logo uma das professoras irá receber seu filho.

      Quando houver necessidade de uma conversa demorada com a professora, mesmo que o tema seja o cotidiano, marque um horário com a professora ou com a coordenação, já que o momento de entrada dos alunos exige uma atenção exclusiva das professoras a eles.

      A sala de aula é um espaço de crianças e professoras e a criança precisa aprender sobre esse fato. Por isso, os pais devem evitar entrar e permanecer na sala, mesmo que a criança peça por eles; devem dizer ao filho que a classe é para as crianças e suas professoras, não é para os pais. As professoras encarregar-se-ão de encaminhar as crianças para guardarem suas lancheiras, pastas e dirigi-las às atividades.

 

ENTRADA DAS CRIANÇAS

     Na primeira semana, enquanto os pais encaminham as crianças às salas de aula:

-  Os pais que optarem por esperar seus filhos poderão permanecer na recepção da escola.

-  Se a criança afastar-se do grupo e das professoras, geralmente se sentindo autorizada pela presença de seus familiares, é importante que os pais, vendo esse movimento, desautorizem essa atitude, encaminhando-a para junto de seus colegas e professoras.

-  Se seu filho procurar por sua companhia, estimule-o a voltar para junto dos colegas e professoras, não lhe dê muita atenção, não o pegue no colo nem brinque com ele, de modo a tornar desinteressante estar longe das situações propostas ao grupo (classe).

Lembre: NAS PRIMEIRAS SEMANAS DE ADAPTAÇÃO AO ESPAÇO ESCOLAR, PEQUENAS QUEDAS E MACHUCADOS PODEM OCORRER.

 

     Como as crianças estão conhecendo o terreno da escola e seu andar vai aos poucos ganhando firmeza, frente aos desafios que se apresentam, pode acontecer que, explorando o parque e outros ambientes, algumas crianças se machuquem.

      As professoras estão preparadas para esses acontecimentos e, caso ocorram, cuidarão das crianças e lhes comunicarão.

 

O UNIFORME   

     O uso de uniforme é obrigatório, pois ajuda na assimilação de normas e regras, contribuindo para o aprendizado da organização e da disciplina, indispensáveis ao desenvolvimento da criança. Além disso, proporciona segurança e conforto na hora de brincar, é prático e coloca os alunos em condição de igualdade.

Nas aulas de natação também é obrigatório o uso do uniforme.

     Importante:

      -  Não há restrição para o tipo de calçado que os alunos podem utilizar na escola, mas pedimos aos senhores que as crianças venham com sapatos confortáveis e seguros, evitando saltos (mesmo que pequenos), sapatos apertados, chinelos em dias frios, para que seus filhos fiquem à vontade e sintam-se bem.

      - Aconselhamos que as crianças não usem joias ou qualquer outro objeto de valor, pois a escola não se responsabilizará por perdas ou danos.

 

A AGENDA

     É um meio de comunicação entre a escola e os pais. Ao longo do ano, o aluno receberá cronogramas, bilhetes e informativos que serão colados na agenda e que deverão ser assinados pelos pais, então devolvidos para a escola, ou seja, as agendas permanecerão na escola, para que estejam disponíveis sempre quando novos recados tiverem de ser anexados.

 

HORA DO LANCHE

    É princípio da escola incentivar o lanche saudável, em função disso, a Educação Infantil tem a “hora da fruta”. As crianças trazem frutas todos os dias. O lanche é trazido de casa.

    É proibido trazer refrigerantes, balas, bombons ou chocolates, frituras, salgadinhos de pacote e outros, por serem alimentos pobres em nutrientes.

    Na hora de montar a lancheira, lembre-se de colocar uma toalha pequena e identificada com o nome de seu filho.

    Favor verificar a orientação para o lanche no fim deste guia.

 

REUNIÃO ENTRE PAIS E MESTRES

     A reunião entre pais e mestres não é um evento protocolar que a escola organizaria com o objetivo de dar algumas satisfações aos pais. Seu principal objetivo é compartilhar interesses e firmar a parceria entre a escola e os pais, tendo em vista benefícios para o aluno.

     Esteja presente e participe, pois nela você poderá:

-  conhecer melhor a escola;

-  acompanhar o aprendizado de seu filho;

-  esclarecer dúvidas de interesse geral;

- conhecer seu filho a partir de um outro ponto de vista, como estudante.

      No início do ano organizamos uma reunião geral com os pais de alunos de cada série, professores, coordenação e direção. Nesse encontro são apresentadas as regras da escola e a dinâmica da série.

As demais reuniões são realizadas bimestralmente e podem ocorrer de duas maneiras:

Reunião individual: Cada responsável é atendido individualmente pela professora, que mostra os avanços da criança e os pontos que ainda precisam ser aprimorados. Nesta reunião é entregue aos pais a ficha avaliativa, depois do responsável conhecer seu conteúdo, a ficha ficará arquivada na escola. Também são entregues as atividades desenvolvidas no bimestre.

Reunião coletiva: São abordados, coletivamente, temas que podem ser solicitados pelos pais ou ainda temas que o professor percebe a necessidade de trabalhar com o grupo de pais. Usam-se, para esta reunião, estratégias diversificadas, como dinâmicas, leituras, reflexões e trabalhos em grupo. Também são entregues aos pais a ficha de avaliação e as atividades desenvolvidas no bimestre. Lembrando que a ficha avaliativa sempre fica na escola.

 

ANIVERSÁRIOS

      A fim de não estabelecer preferências e em virtude da inviável presença do professor às festas de aniversário de todos os alunos, chegamos ao consenso de que nossa equipe não frequentará festas de aniversário (essa decisão é explicada à sala pela professora) e também não comemoramos os aniversários com festas, aqui na escola. De todo modo, a escola faz questão de valorizar os aniversários das crianças que nunca deixam de ser lembrados dentro da própria rotina da sala de aula.

     Só é permitida a distribuição de convites para as festas de aniversário, na escola, se todos os alunos da turma estiverem convidados, basta uma criança não estar na lista para que esse obséquio não seja concedido, então os convites deverão ser feitos em outro local e outra ocasião. Esta regra vale também para familiares e alunos de outras salas, eles, da mesma forma, não podem ser convidados para as festas isoladamente.

     Os funcionários da escola não estão autorizados a entregar convites no portão.

 

AUDITÓRIO

     Espaço da Escola Máxima reservado para o acolhimento de eventos culturais (canto coral, teatro, formatura, palestras e outros). A utilização desse espaço requer respeito, cuidado e preservação. Não são permitidos alimentos e bebidas no local.

 

EDUCAÇÃO INCLUSIVA

      A escola atende aos alunos com necessidades educacionais especiais, conforme a dificuldade de cada um. Os professores e a equipe pedagógica são orientados pelo setor de Psicologia da escola, que se mantém em contato com os especialistas que atendem aos alunos. Este atendimento especial só será possível após a entrega de um laudo médico pela família, que será analisado pela psicóloga escolar, então é estabelecido um contrato entre a família e a escola.

 

ATENDIMENTO PSICOLÓGICO

     A psicóloga escolar desenvolve atividades direcionadas junto aos alunos, professores e funcionários e atua cooperando com o trabalho da Direção, da Coordenação pedagógica, da Orientação educacional, de familiares e profissionais que acompanham os alunos fora do ambiente escolar (terapeutas, neurologistas, psicopedagogos, fonoaudiólogos, outros). Esse atendimento pode ser encaminhado pelo professor, pela coordenação ou pode ser solicitado de forma espontânea pelos pais.

 

ATIVIDADES CULTURAIS

     Ao longo do ano, realizaremos algumas atividades culturais:

- Festa à Fantasia (valorização da cultura nacional e baile de salão ao qual as crianças comparecem fantasiadas).

- Dia das Mães e Dia dos Pais (apresentação das crianças à família para comemorar essas datas).

- Festa Junina da Solidariedade (evento realizado para ajudar instituições beneficentes).

- Semana da Criança (circuito de atividades diferenciadas, dia do brinquedo, lanche livre etc..).

- Exposição (apresentação de estudo realizado durante o semestre).

 

SEJA PARCEIRO DA ESCOLA

 

É importante que os pais se envolvam com a escola e saibam o que fazer para potencializar o trabalho desenvolvido nela.

-  Esteja presente e participe das reuniões de pais.

-  Procure a coordenadora pedagógica quando houver algum conflito com a professora. Exponha os fatos com tranquilidade e ouça a opinião da coordenadora sobre como resolver a situação.

-  Crie uma rotina em casa. Mantenha um horário regular para seu filho(a) alimentar-se, tomar banho e ir para cama.

-  Fale normalmente com seu filho, sem diminutivos ou infantilizações em sua fala.

-  Dê brinquedos adequados à idade.

-  Ajude seu filho a cumprir seus compromissos de estudante sendo pontual com álbuns, livro da Roda de Leitura, materiais de pesquisa etc.

-  Ajude a criança a desenvolver sua autonomia, permitindo pequenas tarefas, como vestir-se, calçar-se, arrumar seu próprio lanche, tomar banho, organizar seus brinquedos etc;

-  Valores não se transmitem por via genética. Vivenciar normas e limites é fundamental para a construção de valores, por isto é tão importante levá-los em conta na educação dos filhos. Em alguns momentos, a frustração é necessária (os responsáveis terão de dizer não);

-  Dedique-se plenamente aos momentos quando estiver com seu filho. Nessa atenção a qualidade é mais importante que a duração do tempo que você passa com a criança.

 

Importante:

-  Não é permitido que os alunos tragam brinquedos para a escola, a não ser em ocasiões especiais, como no dia do brinquedo.

-  Não é permitido presentear colegas de turma sem o consentimento da coordenação.

-  Não é permitida a prática de qualquer tipo de comércio (vendas).

 

     É necessário garantir uma relação de cooperação entre a família e a escola, para o sucesso de uma aprendizagem qualitativa do aluno. Estamos à disposição para desenvolvermos juntos um ano proveitoso.

Desejamos a todos um 2017 repleto de conquistas e de novos conhecimentos!

 

A Direção

Nenhuma imagem cadastrada.